Páginas

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Pinturas no plastrão ou a impressão digital das tartarugas

Apesar de eu ter duas tartarugas, as que estão comigo há mais tempo, que são muito parecidas, e na verdade eu mesmo quase não as conseguir distinguir,


se formos analisar as pinturas ou manchas do plastrão,  apesar de terem padrões semelhantes que serão comuns a todas as tartarugas da espécie, na verdade conseguimos de imediato ver enormes diferenças, e assim como nos humanos não existem duas impressões digitais iguais, também aqui no caso estou em crer não existirão duas pinturas iguais, no fundo atestando a individualidade de cada ser.  

Se observarmos com atenção as pinturas das minhas três tartarugas de manchas vermelhas conseguiremos facilmente distinguir as três. A do lado esquerdo e a do lado direito são as que estão comigo há mais tempo e são muito parecidas, mas a da direita tem o plastrão quase todo pintado de preto numa mancha uniforme, ao passo que a do lado direito tem uma mancha mais clara e não é uma mancha compacta.
A tartaruga do meio, a mais velha em idade, é que menos mancha preta central tem.



Se formos olhar para as pinturas do plastrão da hieroglyphica de imediato constatamos que o padrão das pinturas nada tem a ver com as de manchas vermelhas porque estamos a falar de espécies diferentes. 


E já agora - acham que é possível adivinhar o futuro das tartarugas pela análise das pinturas do plastrão, tal como as ciganas fazem com as nossas mãos?!

Sem comentários:

Enviar um comentário