terça-feira, 2 de julho de 2013

Plantas aquáticas - Jacinto-de-água

Há já uns meses que tinha alguns pés de jacinto-de-água (Eichhornia crassipes) numa bacia para que crescessem, e se possível se multiplicassem, já com a ideia de que servissem no futuro de alimentação para as tartarugas. Esta é uma planta flutuante exótica e altamente invasora, que a partir de uma espécie de rizoma forma umas bolas e folhas esponsosas e umas raízes profundas e vigorosas.



Até agora só tinha experiência com a Salvinia que diga-se acho que só fazia mesmo parte da dieta da hieroglífica, mas para surpresa minha o jacinto-de-água atraiu logo a maior tartaruga de todas que lhe deu logo umas boas dentadas e deixou alguns bocados a flutuar que foram de imediato disputados pelas restantes tartarugas.




Se de facto as Trachemys gostarem tenho de ver se consigo arranjar mais plantas em quantidade, talvez ver se encontro algum sítio onde existam na natureza, mas confirmar primeiro que não foi curiosidade por uma iguaria diferente.

Aproveito também para deixar o alerta que, já desde decreto-lei nº 165 de 22 de abril de 1974, é proibido ter na sua posse, cultivar, multiplicar, transportar, ou vender o jacinto-de-água em todo o território continental e ilhas. Entretanto esta planta aquática encontra-se regulada pelo decreto-lei nº565 de 21 de dezembro de 1999 que regula a introdução na natureza de espécies não indígenas da flora e da fauna.

11 comentários:

  1. Viva,
    Eu tambem optei por pôr jacintos no meu lago.
    Tive algum receio pois pensei que poderia ser algo prejudicial.
    Qual a opiniao que tens, acerca da experiencia com o jacinto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva!
      Olha, tenho a melhor impressão possível. É uma planta filtrante e retira grandes quantidades de nitratos ajudando a água a ficar mais transparente. Serve ainda de esconderijo, o que nos casos de conflitos entre tartarugas pode ajudar, ou então para quem tem, por exemplo, peixes. E depois é muito boa para elas comerem. Só vantagens!
      Eu este ano ainda não coloquei porque ainda não arranjei e os que tinha do ano passado morreram todos no inverno. Supostamente há jacintos no douro litoral, mas eu ainda não encontrei, agora só mesmo quando for para os lados de Aveiro.

      Eliminar
  2. Pode por favor informar-me onde consigo adquirir o Jacinto D'Água? Por acaso vende?
    Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O jacinto-de-água infesta os meios aquáticos em Portugal do Minho à Estremadura. Eu no caso trouxe de Mira (Aveiro) porque nunca encontrei por estes lados, apesar de também estar sinalizada a sua presença no Douro Litoral.
      O jacinto-de-água sendo uma planta invasora em Portugal é proibida a sua venda, isto apesar de ser vendido em muitos lojas de venda de plantas. Obrigado eu pela visita.

      Eliminar
  3. O Jacinto de Água é considerado espécie invasora e, portanto, regulado

    pelo Decreto-Lei n.º 565/99 - Diário da República n.º 295/1999, Série I-A de 1999-12-21

    e o seu

    Artigo 8.º
    Espécies invasoras e de risco ecológico
    1 — As espécies invasoras e as espécies que comportam
    risco ecológico encontram-se classificadas, respectivamente,
    nos anexos I e III, os quais fazem parte integrante
    do presente diploma.
    2 — É proibido o cultivo, a criação ou a detenção
    em local confinado e a utilização como planta ornamental
    ou animal de companhia de espécimes das espécies
    constantes do anexo I identificadas como invasoras;
    a cedência, a compra, a venda, a oferta de venda e
    o transporte de espécimes das espécies constantes do
    anexo I identificadas como invasoras fica restrita a espécimes
    ou partes de espécimes não-vivos e sem propágulos
    viáveis, como forma de prevenir a possibilidade
    de introdução ou de repovoamento através de evadidos.

    Como se pode constatar o Jacinto de Água (Eichornia crassipes) faz parte do Anexo I do Decreto-Lei n.o 565/99 de 21 de Dezembro (pág.9111 do D.R.) pelo que é «proibido o cultivo, a criação ou a detenção em local confinado e a utilização como planta ornamental»... pelo que sugiro que deixem de utilizar a planta pelo grave risco que implica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá PAGBA,

      Está referido na entrada do blogue que se trata de uma planta invasora e proibida por lei em Portugal. Mas obrigado na mesma por reforçar a ideia.

      Mas já agora também todas estas tartarugas que tenho na minha posse, quase todas elas menos uma, e graças a uma lei que se fez, passaram a ser ilegais e proibidas. Só que os idiotas que fizeram a lei, esqueceram-se de dizer o que fazer aos milhares de tartarugas ilegais que já cá estavam no país antes de fazerem a lei. É proibido ter, transportar ou vender, ponto, como se a lei fizesse desaparecer as tartarugas num passe de mágica!

      Em Portugal, quando não se quer fazer absolutamente nada sobre determinado assunto, faz-se uma lei. E pronto assim já podemos ficar todos descansados. Contudo os jacintos-aquáticos (bem como todas as invasoras) continuam-se a propagar!

      Eliminar
    2. Se a posse e compra/venda da planta são proibidas por lei é porque os perigos são muito grandes. Espanta-me que neste blogue as pessoas não quererem saber e continuem a querer obter e a perguntar onde se arranja e compra... É um disparate e uma irresponsabilidade...

      Eliminar
    3. Qualquer idiota pode fazer uma lei que isso não faz dela uma lei moralmente aceite. O presidente soviético também diz que não há homossexuais na Rússia tão simplesmente porque é proibido! Tal como o Estado português, que também proibiu o jacinto-aquático em 1976, no entanto as infestações são cada vez maiores. Mas como é proibido! como diria o comentador Marcelo! É proibido mas pode-se comprar. Mas é proibido! Apesar de até se vender nas superfícies comerciais! - e no entanto é proibido, e todos fingem que o problema não existe, afinal há uma lei que proíbe o jacinto! Mas cada vez há mais! Mas no seu entender o problema, a culpa dos nossos rios estarem infestados é de pessoas como eu, que vão ao rio retirá-los! E o irresponsável sou eu! Claro, a culpa não é do Estado português que não remove a planta dos rios, porque na verdade não precisa! Afinal há uma lei que proíbe o jacinto, no entanto nada se faz! Mas é proibido e se é proibido a planta não existe! Certo!

      E pelo seu raciocínio, os eucaliptos, que nem sequer têm estatuto de invasora, e árvore perfeitamente legal, não tem mal perigo nenhum! Afinal nenhuma lei os proíbe! Isso é a responsabilidade da lógica da batata.

      Eliminar
  4. Boa noite, sou de braga e queria adquirir alguns jacintos de agua pra por no meu lago , onde os posso encontrar?

    ResponderEliminar
  5. Bom dia,
    O jacinto é uma invasora que se encontra espalhado um pouco por todo o país. Eu recolhi os meus em Mira (Coimbra) mas no Minho, segundo me disseram, também se encontram, por exemplo, em Carreço Viana do Castelo.

    ResponderEliminar