quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Tartaruga Mais Velha do Mundo é Homossexual?

Jonathan, uma Tartaruga gigante das Seychelles, macho, com 186 anos, é a tartaruga mais velha do mundo, e muito provavelmente também o ser vivo terrestre. Ele foi parar a Santa Helena, uma ilha do território britânico que fica em frente de Angola, provavelmente como presente para o governador aos trinta anos. E rapidamente Jonathan tornou-se um ícone da pequena ilha, aparecendo inclusive  na parte de trás da moeda de cinco centavos de Santa Helena.

Em 1900, com um prisioneiro e um guarda

Em 1990, Johnathan comçou a manifestar comportamentos de irritação, deitando bancos ao chão ou interrompendo os jogos de cricket no relvado da mansão. E foi então que os veterinários acharam por bem juntar-lhe uma fêmea em 1991, a Frederika, com quem poderia ter companhia e reproduzir-se. E durante 26 anos Jonathan e Frderika comeram e dormiram juntos, e copulavam regularmente no relvado do governador, mas sempre houve a dúvida do porquê de nunca terem produzido qualquer prole. 

Mas recentemente Frederika foi levada ao médico para tratar uma ferida no plastrão, o que acabou por trazer uma grande revelação: Frederika na verdade não era uma fêmea mas sim um macho! Ou seja, Jonathan manteve relações homossexuais durante vinte e seis anos o que explica o porquê se nunca terem surgido crias. 

As diferenças sexuais entre tartarugas terrestres nem sempre são fáceis de identificar. O sexo é reconhecido através da curvatura do plastrão (a "barriga") uma vez que os machos a têm mais côncava para melhor poderem encaixar nas fêmeas. No entanto em tartarugas tão grandes como Jonathan e Frederika essas diferenças não são tão percetíveis. 

Agora, aos 186 anos, Jonathan tem cataratas nos olhos e perdeu o olfacto, mas sua audição continua excelente e ainda desfruta do tempo com Frederick, e provavelmente irá fazê-lo até ao fim da sua incrivelmente longa vida.

Todas estas informações acima, foi o que pude ler em diversos sites de informação, a maior parte em tablóides mais sensacionalistas. Aliás, o próprio título da notícia, que eu mesmo repliquei, mas modificando-o com um ponto de interrogação, é ele mesmo sensacionalista. Afirmar que uma tartaruga com mais de cem anos, é homossexual é excessivo. Mas e se Jonathan tivesse tido à disposição uma fêmea? Será que não se sentiria atraído por ela? Duvido. E se assim é, então Jonathan é bissexual e não homossexual. 

Mas e se fosse connosco? Mais de um século sozinhos no mundo, sem socializar com nenhum outro ser da nossa espécie? Como é que reagiríamos, de novo, ao contacto com outro ser igual a nós? Deixo-vos a pensar no assunto...