Páginas

sábado, 6 de julho de 2013

Nada se perde, tudo se transforma

Hoje precisei retirar uns baldes de adubo orgânico resultante da compostagem caseira que faço, e como é costume encontrei umas quantas lagartas bem gordas que fazem da pilha a sua casa.

~


De imediato lembrei-me das lagartas que o Bear Grylls costumava comer lá no programa dele, o "Ultimate Survaver" e se ele as comia estava em crer que as tartarugas também não seriam muito esquisitas com elas. Segundo ele não terão o melhor dos sabores, mas têm imensas proteínas, mais do que um bife ou peixe, bastante nutritivas portanto!! É certo que não sei se serão exatamente o mesmo tipo de lagartas, mas pela aparência não devem ser muito diferentes digo eu!

    

Então resolvi dar-lhes para saber se seria uma iguaria apreciada. A princípio ficaram ali a olhar e não pareceu entusiasmá-las muito, mas depois da primeira comer uma, de imediato despertou o interesse nas outras. Se a outra comeu é porque se calhar não deveria ser tão mau assim não?





No fundo, como dizia o outro, nada se perde tudo se transforma, fazendo compostagem em casa, obtenho um bom adubo orgânico, alimento milhares de invertebrados que trabalham na transformação dos resíduos e ainda arranjo umas lagartas bem gordas que servem de alimento às tartarugas, que por sua vez sujarão a água, que irá regar e alimentar as plantas.


Sem comentários:

Enviar um comentário