Páginas

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Tartarugas: seres sociais ou anti-sociais?

Há uma corrente de opinião, com a qual concordo, que acha que as tartarugas são seres solitários, totalmente indiferentes aos outros indivíduos, tentam sobreviver cada um por si, e só se aproximam para procriar. Defende-se até, que quem tem uma tartaruga, não precisa adquirir mais nenhuma, pois não é preciso, pode até ser uma fonte de problemas, pois com uma segunda tartaruga podem surgir conflitos territoriais.. E há muitas pessoas que têm esse tipo de problema, e depois têm obrigatoriamente de as separar.

Eu felizmente, que me tenha apercebido, e logicamente que não estou sempre a olhar para elas, mas nunca vi qualquer conflito de qualquer espécie. Tenho cinco tartarugas, três adultas, e duas mais jovens e mais pequenas, e nunca assisti a qualquer problema entre elas. O lago também tem 500L ainda é algum volume de água considerável para cada uma, talvez isso seja um fator importante. 

Mas por outro lado, quando as pessoas as vêem agrupadas, muitas vezes empoleiradas umas em cima das outras, fica-se com a ideia que são animais que, no mínimo, toleram, ou gostam de estar na presença de outras tartarugas. Muitas vezes até ficam paradas frente-a-frente, como que se estiver a comunicar silenciosamente. 











domingo, 25 de maio de 2014

Tartarugas em sítios improváveiss III - Porto

Hoje, enquanto passeava pelo parque da cidade do Porto pude observar mais uma tartaruga exótica que terá sido ali abandonada. A tartaruga estava nas pedras de granito (à direita na imagem) a apanhar sol, mas foi surpreendida por um casal, assustou-se e de imediato foi para a água e nunca mais se aproximou das margens, mantendo-se unicamente a boiar para se aquecer, mas ainda assim consegui fotografá-la ao longe.




Creio tratar-se de uma Trachemys scripta scripta.









# Tartarugas em sitios improvaveis - Aveiro

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Novo blogue de tartarugas aquáticas

Surgiu recentemente um novo blogue de tartarugas aquáticas, em que autor além de nos dar a conhecer, para já, as suas nove tartarugas, vai mostrando também os trabalhos para as novas instalações. Um novo lago com uma envergadura pouco habitual de se ver. 



quinta-feira, 8 de maio de 2014

Escavações 2014

Há dois dias referi que, este ano, as escavações para colocar os ovos começaram um pouco mais cedo. Os sintomas são sempre os mesmos, começam a andar por todo o espaço terrestre, e tentam por todos os meios escapar. Depois, encontrado o sítio possível, lá começam a cavar. 

Este ano a primeira tartaruga a fazê-lo, foi a mais velha, tartaruga que o macho costuma cortejar e chega mesmo a vias de facto!








Depois das escavações volta-se ao ambiente aquático.


Saltos para água

Nas alturas II











terça-feira, 6 de maio de 2014

Quem sai primeiro?

Dia de mudança de água e limpeza do lago. Deixei a mangueira a encher o lago, lentamente, e quando o nível da água começa a atingir a superfície, é ver qual das tartarugas, numa espécie de competição, consegue sair primeiro.


 

Quem acabou por sair primeiro foi a tartaruga mais velha, que não é a maior. Neste tipo de lagos em PVC, que não são nada apropriados para a morfologia das tartarugas, quanto maior a tartaruga é, maior é a dificuldade que tem em sair, porque maior é a distância entre pernas. 
E foi também esta tartaruga, que hoje mesmo começou a rondar todo o espaço, e começou com as escavações. Este ano, um pouco mais cedo que o habitual.