Páginas

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Descamação perfeita

Já aqui tinha falado sobre a descamação da carapaça, mas nos últimos dias tirei algumas fotografias a uma das tartarugas de manchas vermelhas, que melhor exemplifica como as placas se libertam naturalmente.







sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Uma aranha entre tartarugas

No início do mês escrevi que tinha apanhado a troosti a comer uma aranha que se passeava por cima da água, mas infelizmente não tinha qualquer registo da coisa.
Hoje, enquanto varria o passeio, que estava cheio de folhas de nespereira, encontrei este bichinho imponente:


Então achei que seria a cobaia ideal para ver o que aconteceria se fosse parar ao lago. E fiz um pequeno vídeo para documentar a coisa:

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

E vai tudo pelo ar!

Mais um momento hilariante! A maior tartaruga andava irrequieta - será que foi esta que pôs o ovo hoje? - e de repente manda um tronco pelo ar conjuntamente com a sua amiga de longa data!




E finalmente um ovo!

À pouco, já caía a noite quando andava a regar a relva em volta do lago, e de repente vejo algo branco no chão que me chamou a atenção. Era um ovo! E precisamente logo agora que nenhuma tartaruga anda em escavações! É o primeiro ovo que encontro este ano, estava a poucos centímetros do lago ainda na zona da relva. Amanhã inspecionarei melhor o espaço pode ser que haja mais algum por lá perdido. Só mesmo por mera curiosidade pois certamente não foram fertilizados, e mesmo que fossem, não está nos meus planos procriar tartarugas exóticas.

Ovo de tartaruga

A conquista pelo melhor sítio para apanhar sol...

.... nem sempre corre bem! e para a hieroglífica não correu muito bem duas vezes seguidas!



sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Aranhas também são petisco!

Como tenho escrito várias vezes, as tartarugas, e em particular as tartarugas de manchas vermelhas que é a espécie que tenho em maior número, e por consequência a que conheço melhor, não é bicho nada esquisito no que à alimentação diz respeito.

Ontem reparei que se andava a passear por cima da água uma aranha, daquelas bem peludas, teria talvez centímetro e meio de comprimento, e logo a seguir também a troosti reparou nela. Aproximou-se rapidamente e foram duas trincas!