sábado, 7 de setembro de 2013

Tartaruga abre a boca - Bocejo ou não?

Quem segue o blogue sabe que de tempos a tempos gosto de colocar fotografias com as tartarugas com a boca aberta. É algo que ocorre muito rapidamente, coisa de um segundo talvez, daí que seja precisa muita paciência para capturar esse momento.

Sempre que leio sobre isso as pessoas referem-no como sendo um bocejo. Eu ainda não muito convencido disso. Quando alguém boceja, seja um humano ou outro animal, abre a boca muito lentamente, normalmente até estica o corpo e fecha os olhos, como se logo a seguir fosse cair para o lado e adormecer.

O fenómeno que observo nas tartarugas é quase como se estivessem entaladas, primeiro baixam a cabeça (e é nesse momento que lhes aponto logo a câmara!) e só depois sim abrem a boca. Não sei, talvez seja mesmo bocejo, mas ainda não estou totalmente convencido.

Depois também é interessante que, como sabemos, o bocejo é contagioso tanto nos humanos como nos animais, mas esse facto segundo especialistas só acontece nos animais que têm a capacidade de se reconhecer ao espelho. E no caso, quando uma tartaruga abre a boca mais nenhuma o faz.

Mas seja lá o que for, hoje consegui mais duas fotografias da troosti a abrir a boca.







4 comentários:

  1. Descobriste o que era? Deixou de fazer?
    Tenho uma que começou a abrir a boca hoje e estou com medo que seja pneumonia...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Inês,

      Só agora que aqui vim responder a outra mensagem, é que reparei que tinha o teu comentário. Peço desculpa, por norma respondo sempre aos poucos comentários que tenho. Espero que tenha ficado tudo bem com a tua tartaruga.

      Eliminar
  2. Oi Konigvs, geralmente quando as tartarugas abrem a boca é uma sinalização de defesa, elas querem intimidar as possíveis ameaças. Algumas, as vezes, emitem sons parecidos com assobios ou cuspe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana Maria,
      Eu voltei a falar aqui no blogue sobre este assunto, mas eu não tendo a concordar com isso!
      Elas fazem aquilo muitas vezes quase involuntariamente, noutras vezes parece que estão entaladas, como ainda há poucos dias fotografei a trachemys mais velha.
      Não acho mesmo que tenha a ver com questão territorial. Ainda por cima eu tenho a sorte das cinco tartarugas que tenho se dar super bem! São muito tranquilas umas com as outras. É um fenómeno qualquer mas não acho que tenha a ver isso. Mas isto claro, é só uma opinião de um leigo, baseado na observação que faço dos comportamentos dela.

      Eliminar