Páginas

sexta-feira, 31 de março de 2017

Amizade Improvável entre Boi e Tartaruga


Leonardo (a tartaruga africana) e Simon (o boi) chegaram quase na mesma altura ao Centro de Acolhimento de Animais  (Wildlife Friends Foundation Thailand). A tartaruga foi resgatada de um zoológico, ao passo que o boi chegou sem uma das patas, porque quando estava a pastar com a mãe ficou enredado numa videira. O Centro colocou-lhe uma prótese e planeou juntá-lo a outros bovinos com ele, mas temporariamente foi colocá-lo num grande recinto aberto dentro do Centro, para se ambientar ao seu novo estado. 


Só que o jovem bezerro como que se encantou imediatamente pela tartaruga! E de forma quase inexplicável, estabeleceram uma amizade muito sólida. São vistos frequentemente um atrás do outro, partilham as refeições e descansam juntos.



"Esperamos que esta amizade incomum continue a florescer" disse um dos funcionários do parque.

segunda-feira, 20 de março de 2017

2 Tartarugas Hieroglíficas para Adoção

O Hulisses tem duas tartarugas Hieroglíficas há três anos, que têm cerca de 15cm. Como infelizmente já não lhes consegue proporcionar as melhores condições, está à procura de quem possa ficar com elas e as adote. Mora na margem sul mas pode deslocar-se facilmente 150Km para as entregar sem qualquer problema. 

Contacto: ulisses.pinto.caldeira@gmail.com

Fotos das meninas:





sexta-feira, 17 de março de 2017

Tartaruga Aproveita Boleia de Crocodilo!


Genial!

O que nós temos aqui, é um Gavial (Gavialis gangeticus), um dos crocodilos mais ameaçados de extinção, a ser, como que, surfado por uma tartaruga! Isto aconteceu no Bronx Zoo de Nova York.


quarta-feira, 15 de março de 2017

As primeiras de 2017

Depois de mais uma longa semi-hibernação, desde meados de Outubro até o fim de Fevereiro, eis que as senhoras, com o aumento das temperaturas, já saem de novo cá para fora, e espreguiçam-se ao sol para aquecerem o esqueleto!

Aqui ficam as primeiras fotografias de 2017:







Os Ensinamentos do Simpósio Internacional

Quase quatro anos depois de ter estado no Simpósio Internacional sobre a defesa e conservação de tartarugas de água doce, realizado no Parque Biológico de Gaia, eis que me chegou agora agora, um pequeno livro que compila as apresentações dos palestrantes, portugueses e estrangeiros. 



Este simpósio fazia parte do programa do projeto LIFE+Thechemys que visava travar a perda de biodiversidade das nossas duas espécies de tartarugas de água doce (cágados) associado à presença das espécies exóticas invasoras que são libertadas no meio ambiente por parte dos donos de animais de estimação, e que tantos efeitos nefastos trazem ao meio ambiente. 

Relembrar que as tartarugas exóticas Trachemys, estão na listagem das 100 piores espécies invasoras!! A situação é realmente muito complicada. Portanto, relembro, se tem tartarugas exóticas em casa, nunca as abandone no meio ambiente! Nunca!

Eu, que não era investigador, nem estudante do tema, mas sim um mero leigo interessado pelo assunto, retirei muitos ensinamentos, sobre uma triste realidade que a maioria das pessoas desconhece. E tenho agora esses ensinamentos (muitas vezes extremamente técnicos) compilados para poder consultar se assim o entender e a recordação de três dias bem passados. 


sábado, 4 de março de 2017

Duas Tartarugas para Adoção

Fui contactado pela Joana, que é das Caldas da Rainha (por vezes também está por Lisboa) para tentarmos arranjar um novo dono ou dona para as suas tartarugas que têm quatro anos e meio. Elas, como é habitual, cresceram de forma muito rápida, e muitos aquários depois, já não sabe bem o que lhes fazer.

As meninas são estas:








O ideal seria alguém, que tivesse um lago exterior, e que pudesse ficar com as duas tartarugas, porque elas cresceram sempre juntas, mas a prioridade a meu ver é mesmo arranjar um melhor habitat para ambas. 

Os interessados devem entrar em contacto pelo seguinte endereço de e-mail:
joanaclementee@gmail.com

sexta-feira, 3 de março de 2017

Tartaruga protege Coelho no Arizona

História da vida real entre uma tartaruga terrestre chamada Wamba e um pequeno coelho de duas semanas.


O pequenino coelho estava preso com matéria vegetal envolvida à volta do pescoço, e encontrou o caminho do habitat da tartaruga no Ritz-Carlton do Arizona. Foram descobertos na manhã seguinte, tartaruga e coelho ainda abraçados. Quando tentaram remover o coelho para lhe retirar a planta que o prendia, a tartaruga emitiu grunhidos, como que exigindo cuidados com o seu novo amigo. O coelho será libertado, mas não será impedido de voltar a ver a sua amiga caso seja essa a sua vontade.